Skip to content

Dito por Medina Carreira

11/01/2011

«Só no Estado Novo é que Portugal deixou de dever muito dinheiro ao estrangeiro. É perturbante mas os números não enganam. Nós hoje devemos ao estrangeiro, em termos relativos, mais que em 1850 quando o Fontes Pereira de Melo fez as grandes obras públicas.»

in Caderno de Economia, Expresso de 30-12-2010, pág. 5.

Anúncios
3 comentários leave one →
  1. Carlos Morgado permalink
    18/01/2011 1:23

    Mas isso não invalida que na Monarquia também não tenha havido crise.

    Cumprimentos.

  2. ALS permalink
    18/01/2011 14:46

    Carlos Morgado:

    Concordo no geral com o seu comentário. As crises financeiras da Monarquia Constitucional até foram muito parecidas àquela que vive actualmente a III.ª República. O grande desafio que se coloca, é que se não volte a repetir o tremendo desfecho das nossas livres instituições tradicionais, que terminou na violência do regicídio de 1 de Fevereiro de 1908 e nas suas nefastas consequências que duram até hoje.

  3. 18/01/2011 21:59

    Subscrevo o que foi dito pelo Dr. Lemos Soares.
    Nada tenho acrescentar, fazendo minhas as suas palavras.

    Cumprimentos e consideração.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: