Skip to content

Aljubarrota 625 anos depois… Livres para sempre!

16/08/2010
by
D. Nuno e o convento de Santa Maria da Vitória na Batalha lembram o combate de Aljubarrota
Uma tarde gloriosa para as armas de Portugal a do dia 14!

Nos dias que correm, em que os habituais tecnocratas «bem pensantes» pretendem, a todo o custo, dizimar os feriados da Pátria, proponho, desde sempre – contra a corrente «castelhanófila», que agora tem outros nomes mas que é perene em Portugal-, que o 14 de Agosto, seja feriado nacional.

Foi o dia em que a «arraia-miúda» se levantou, como sempre, por Portugal, contra os habituais «vendidos a Castela»;

Foi o dia em que os novos (sem barba!), sairam ao campo de batalha, com inaudita coragem, a defender a sua Terra e o seu Rei;
Foi o dia em que o «sangue, suor e lágrimas» derramados, nos garantiram a Liberdade, que preservamos até hoje;
Foi o dia em que a gente moça do reino, deu uma lição a todos os «tecnocratas do século XIV», que preferiam a segurança da opressão, à grandeza da independência.

Não foi só Nuno Álvares Pereira que se fez Santo nesse dia. Foi todo o Povo Português que tingiu com o seu sangue os sagrados campos de Aljubarrota, que acedeu à Santidade!

Se tudo isto, não é suficente motivo para o dia 14 de Agosto ser feriado, não encontro razão válida, para outro qualquer dia o ser!

Anúncios
One Comment leave one →
  1. José Osório permalink
    16/08/2010 16:47

    Apoiado!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: