Skip to content

Um pais pendurado

23/05/2010
by

 

O Soberano! - Zé Povinho, 1882 Caricatura de Bordalo Pinheiro, 1882.

 

a) – O parlamento está pendurado, a partidos sem maioria;

b) – o presidente da república está pendurado, a uma reeleição que tarda em chegar (2011 parecer o infinito);

c) – O governo está pendurado a um complexo de promessas, que não consegue cumprir;

d) – A UE está pendurada a um modelo que, todos os dias, se prova não funcionar;

e) – O PSD está pendurado a uma liderança, recém eleita, que já começou a desrespeitar as pomposas promessas de oposição, realizadas aos seus militantes;

f) – O PCP, o BE e os Sindicatos, estão pendurados a um conjunto de ideologias derrotadas em 1989;

g) – O CDS está pendurado a fracos resultados eleitorais, o que lhe não permite vislumbrar qualquer hipótese de governação;

Conclusão: todos estão pendurados e sem reais possibilidades de se soltarem, nos tempos mais próximos, pelo menos. Constatação que, sem dúvida, é um péssimo sinal para o País.

Anúncios
One Comment leave one →
  1. Australopithecus Republicanus permalink
    23/05/2010 13:14

    Bem visto.

    Até diria mais: pendurado…por um fio!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: