Skip to content

Uma Proposta Social-Democrata.

08/02/2010
by

Desde há muito que penso que uma das razões principais do endémico atraso nacional é a diferença exponencial entre o nível económico das pessoas.

Todos os anos, por esta altura, governo e sindicatos digladiam argumentos sobre a sensível matéria dos putativos aumentos salariais.

Ao que parece, desta vez, não existirão quaisquer aumentos  para a função pública; o mesmo acontecerá, decerto, no sector privado. 

Por isso mesmo, a minha proposta não se aplicaria durante o próximo ano, mas  seria de ponderar apenas, quando o clima económico do País melhorasse.  

Trata-se de uma ideia muito simples  e que,  segundo sei,  já se aplicou até em Portugal no tempo do governo do Professor Marcello Caetano. Qual seja?

É a de negociar os aumentos salariais em numerário e não em percentagem como até aqui.  Por exemplo: A ganha o salário mínimo nacional de 475 euros;  B recebe 10.000 euros mensais de remuneração.

Se, por hipótese, ambos aumentarem 3% ao ano, o acréscimo salarial de B será naturalmente muito superior ao de A.

Se, pelo contrário, fosse estipulado que o aumento seria de 20 euros para os dois;  A passaria a receber 495 euros e B receberia 1020 .

Seria uma forma de poupar dinheiro e de permitir a A melhorar o seu nível de vida de uma maneira muito significativa.

Como escreveu Bernstein: – «O objectivo da Social-Democracia não é o fim da burguesia; é o abuguesamento geral»

Anúncios
3 comentários leave one →
  1. MANUEL AUGUSTO DOS AÇORES permalink
    09/02/2010 1:12

    CARO SENHOR
    ANTÓNIO LEMOS SOARES
    PLENAMENTE DE ACORDO COM ESSA TEORIA, MAS SEM ESPERAR PELO BOM CLIMA ECONÓMICO EM REFERÊNCIA A “A”. SABE, NESTE PAÍS, A DIFERENÇA É MUITO ELEVADA.
    DANDO MAIS ALGUM PODER DE COMPRA À CLASSE “A”, A RECEITA DO ESTADO MELHORA.
    QUANTO A MIM, E SEM DEMAGOGIA, OS “B” AGUENTAVAM-SE MAIS MEIA LEGISLATURA.
    JÁ AGORA, CUIDADO COM OS N.ºS DO SEU ARTIGO… OU TIRA UM 0 NOS 10.000, OU AUMENTA UM 0 NOS 1020.

  2. Atónio Lemos Soares permalink
    09/02/2010 1:49

    Meu caro Sr. Manuel Augusto dos Açores;

    Tem toda a razão com o erro do meu «post».

    Agradeço-lhe a pertinente referência.

    A ideia era mesmo ajudar o cidadão (A) e não prejudicar o cidadão (B)

    de maneira tão exponencial.

    No entanto, se se confirmarem as piores expectativas sobre a nossa

    economia, o cidadão (B) vai mesmo receber 1020 euros ou menos daqui a

    muito pouco tempo…!

    • MANUEL AUGUSTO DOS AÇORES permalink
      09/02/2010 12:51

      SENHOR
      ANTÓNIO LEMOS SOARES
      Pertinente foi o conteúdo do seu artigo,
      o erro ali foi de menos importância. Continue, julgo que é jovem e são desses jovens que este PAÍS necessita.
      FORÇA E CORAGEM

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: